Skip navigation


O vocalista Michael Hutchence cresceu e foi criado em lugares como Hong Kong, Califórnia e Sydney, sendo que no dia 16 de agosto de 1977, ao lado de Andrew Farriss, Tim Farriss, Jon Farriss, Garry Gary Beers e Kirk Pengilly forma a banda The Farriss Brothers, em Sydney – Austrália. A curiosidade é que a data se tornou histórica. Será facilmente lembrada, pois foi no mesmo dia, mês e ano que Elvis Presley morreu.


A banda se mudou para Perth (Western Austrália), localizada a 3.300 km de Sydney, em 1978. Por lá o conjunto se apresentou no circuito pub da cidade e também em pequenas cidades vizinhas. Logo os seus componentes começaram a escrever algumas letras e, depois de um ano, retornaram para Sydney, agora sob um novo nome: INXS.Em 1980, o INXS se juntou ao manager Chris Murphy (que acabaria se tornando o cabeça da poderosa organização MMA). Nesta época, a gravadora independente Deluxe resolveu apostar na banda e lançou o primeiro single “Simple Simon”/”We are the Vegetables”, em maio de 1980. O segundo single “Just Keep Walking”/”Scratch” chegou ao mercado em setembro do mesmo ano.

Em outubro de 1980, o conjunto lança seu primeiro álbum que leva o mesmo nome da banda: INXS. Desde o início, era latente que o INXS trilhava uma certa sonoridade new wave/ska-pop. Apenas a música “Just Keep Walking” conseguiu chamar a atenção, chegando a 38ª posição na parada nacional australiana.

O INXS passou a fazer uma série de shows no ano de 1981, chegando a uma média de 300 shows ao redor do país. Em conseqüência, a banda começou a ficar mais conhecida na cena e o lançamento começou a vender. No embalo, é lançado o seu terceiro single “The Loved One”/”The Unloved One”, (cover da banda The Loved One), chegou a 18ª posição nas paradas em abril de 1981.

Em outubro de 1981, o INXS chega ao seu segundo disco Underneath the Colours, o qual foi produzido por Richard Clapton. Seguindo este lançamento, vieram os singles “Stay Young”/”Lacavocal” (setembro de 1981) e “Night of Rebellion”/”Prehistoria” (janeiro de 1982).

Diante do crescente sucesso, o INXS assinou um contrato com a WEA. Para celebrar a nova fase, é lançada a coletânea chamada INXSive (1982). O lançamento reuniu em um só um disco todas as músicas até então lançadas pela banda, incluindo B-sides dos singles.

Novamente, em outubro de 1982, chega ao mercado Shabooh Shoobah, pela nova gravadora. O material, produzido por Mark Opitz, acaba sendo o primeiro álbum do INXS a alcançar o TOP 10 nas paradas australianas, onde figurou na 5ª posição.

Do Shabooh Shoobah, originou-se ainda 4 singles: “The One Thing”/”Space Shuttle”, “Don’t Change”/”Go West”, “To Look at You” e o EP: “Black and White”. O álbum marca também o primeiro trabalho do INXS a ser lançado no exterior. Nos EUA, foi lançado pela Atlantic/ATCO e na Inglaterra pela Mercury.

Diante da grande receptividade do álbum, o INXS passou boa parte do ano de 1983, excursionando pelos EUA. Na turnê, a banda abriu os shows para bandas The Kinks e Adam Ant.

Apesar do sucesso nos EUA, na Inglaterra as coisas não iam tão bem. Segundo a imprensa britânica, o INXS não passava de mais uma banda de rock da MTV, sem imaginação e sem criatividade alguma.

Enquanto isso na cidade de Nova York, a banda dava entrada nos estúdios da Power Station, juntamente com Nile Rogers para gravar “The Original Sin”. Foi com essa música que a fascinação da banda pelos ritmos rock, funk e dance se concretizaram.

“The Original Sin” ficou com a primeira posição nas paradas australianas em janeiro de 1984, se tornando a primeira música da banda a conseguir tal feito. Mais tarde a banda cedeu a música para o álbum/coletânea Burning Bridges (lançado pela CBS em 1989).

O próximo álbum da banda, The Swing, foi produzido por Nick Launay. Desde que chegou ao mercado foi direto para o topo das paradas em abril de 1984, onde permaneceu por mais de 1 (um) ano. O disco foi extremamente bem recebido no circuito internacional.

Seguindo o lançamento, mais três singles foram lançados na Austrália, “I Send a Message”/”Mechanical”, “Burn for You”/”Johnson’s Aeroplane” e “Dancing on the Jetty”/”The Harbour”.

Para promover The Swing, é lançado em março de 1985 um vinil (12 polegadas na época). Sob o nome The Dekadance, o material acabou se tornando uma das maiores raridades do INXS até os dias de hoje. No mesmo ano, a banda fatura sete prêmios cerimônia de premiação da Countdown Awards.

O próximo disco Listen Like Thieves foi lançado em agosto de 1985, atingindo o topo das paradas. Como sempre, o álbum originou 4 singles. Produzido por Chris Thomas (Sex Pistols, Pretenders, Roxy Music), o álbum foi considerado o mais pesado que o INXS já havia lançado.

De qualquer modo, facilmente o álbum vendeu mais de 1 milhão de cópias em todo o mundo e chegou a ficar na 11ª posição nos EUA e 48ª na Inglaterra. Já a música “What You Need”, presente no álbum, se tornou a primeira música da banda a atingir o TOP 5 nos EUA.

O sucesso do INXS foi tanto que a própria banda não acreditava que seria capaz de esgotar os ingressos para o show que fizeram no famoso Albert Hall em Londres, além de dois concertos onde simplesmente abriu as apresentações do Queen, no Wembley Stadium.

No entanto, o sucesso internacional da banda despontou mesmo depois de sua performance no famoso Australian Live Aid, evento internacional realizado no mês de julho de 1986.

No final deste mesmo ano, o INXS entrou em estúdio para gravar o velho clássico “Good Times”/”Laying Down the Law” da banda Easybeats, juntamente com o velho roqueiro Jimmy Barnes. Foi com o próprio Barnes que a banda dividiu os palcos nas turnês em 1987. “Good Times” ficou com a 47ª posição nas paradas nos EUA e mais tarde acabou sendo incluída na trilha do filme “The Lost Boys”.

Michael Hutchence foi o primeiro membro do INXS a arriscar uma carreira solo. Sua primeira tentativa foi um single com as músicas “Rooms for the Memory” da banda Whirlywirld e “Golfcourse”. Estas duas músicas fizeram parte da trilha sonora do filme “Dogs in Space”, de Richard Lowenstein.

“Dogs in Space” se passa no underground da cidade de Melbourne, e Hutchence teve uma pequena participação no filme onde desempenha o papel de líder da banda Dogs in Space.

Novamente com o produtor Thomas, a banda lança Kick (novembro de 1987). O disco traz uma sonoridade mais dance, uma espécie de mix de hard rock do último álbum com levadas groove. O novo trabalho ficou com a 2ª posição nas paradas australianas. Na Inglaterra, chegou a ficar na 9ª posição e nos EUA em 3º.

O sucesso de Kick foi estrondoso, chegando a figurar no 2º lugar na lista dos álbuns mais vendidos em toda a Austrália. No resto do mundo, o lançamento chegou a vender na época 9 milhões de cópias. O INXS faturou ainda o prêmio de melhor grupo australiano recebido das mãos da Australian Record Industry Association (ARIA).

O primeiro single do álbum Kick, foi “Need You Tonight”/”I’m Coming (Home)”, que alcançou a 3ª posição na Austrália no final de 1987, e a 1ª em janeiro de 1988 nos EUA. Quando “Need You Tonight” foi lançado na Inglaterra, chegou apenas na 58ª posição. Entretanto, depois de mais duas turnês pela Inglaterra com ingressos esgotados, a Mercury resolveu relançar um ano depois o single “Need You Tonight”, desta vez conseguindo ficar com a 2ª posição.

Durante os meses de outubro e novembro de 1988, o INXS excursionou por toda a Austrália com sua turnê “Calling All Nations”. Encerrada as apresentações, os seus componentes se separaram por 1 ano, para se dedicarem a seus projetos individuais.

Durante este período, o vocalista Michael Hutchence colaborou no álbum de Ian ‘Ollie’ Olsen, além de uma participação no filme “cult” do diretor Roger Corman chamado: “Frankenstein Unbound”. O elenco contou com nomes de peso, como Raoul Julia, John Hurt e Bridget Fonda. Já o tecladista da banda, Andrew Farriss, produziu o álbum da banda Jenny Morris Shiver e participou de uma turnê com a banda Beers, juntamente com Richard Clapton e amigos.

O álbum X foi o oitavo trabalho da banda, chegando ao mercado em outubro de 1990. Como nos lançamentos anteriores, o INXS se manteve no topo das paradas de sucesso. Com o disco, vieram os singles “Suicide Blonde”/”Everybody Wants U Tonight”, “Disappear”/”Middle Beast”, “Bitter Tears”/”The Other Side” e “By My Side”/”Soothe Me”.

A partir deste álbum, o romance entre Hutchence e a cantora australiana Kylie Minogue se tornou o assunto da época. Com esta super exposição na mídia, o INXS despertou todo um interesse de uma nova geração pela banda, conquistando ali uma nova legião de fãs.

Durante a turnê do álbum X, no dia 19 de janeiro de 1991, o INXS toca pela primeira vez no Brasil, quando participou do festival Rock in Rio II, que aconteceu no Maracanã, na cidade do Rio de Janeiro, com a presença de 80.000 pessoas na platéia.

O próximo álbum da banda foi o ao vivo Live Baby Live, um registro das gravações de um concerto que a banda fez no estádio Wembley, na Inglaterra, para 74 mil fãs em julho de 1991. O disco traz uma uma música de estúdio, “Shining Star”, a qual por apenas uma semana fez parte da famosa lista da Billboard.

Diante do sucesso do registro ao vivo, na Inglaterra, o INXS recebeu os prêmios da BRIT – Melhor grupo internacional (Best International Group) e melhor Artista Internacional para Hutchence em 1991.

Em agosto de 1992, Mark Opitz produziu Welcome to Whatever You Are, álbum repleto de novas experiências feitas em estúdio. Na Austrália, o trabalho ficou com a 2ª posição. Já na Inglaterra, o seu desempenho foi bem melhor, onde figurou no topo das paradas (Top Spot).

Welcome to Whatever You Are vendeu em todo o mundo mais de 2 milhões e meio de álbuns, além de originar 5 singles: “Heaven Sent”/”It Ain’t Easy”, “Not Enough Time”/”Deepest Red”, “Baby Don’t Cry”/”Baby Don’t Cry Part 2″, “Taste It”/”Light the Planet” e “Beautiful Girl”/”In My Livingroom”.

Um ano depois, o INXS lançou mais um álbum Full Moon, Dirty Hearts (1993). Neste registro, os membros da banda puderam mostrar suas raízes fincadas no pub rock. O primeiro single foi o hard rock “The Gift”/”Need You Tonight”, seguido por “Please (You Got that)” (participação de Ray Charles)/”Born To Be Wild” e “Time”/”Communication” (Live). O cover de “Born To Be Wild” da banda Steppenwolf, fez parte também da trilha Sonora do filme “Reckless Kelly” (séries Yahoo).

Em 1994, é lançada a coletânea INXS – The Greatest Hits, que, além de trazer todos os grandes clássicos da banda, apresenta a faixa inédita “The Strangest Party (These are the Times)”. Contudo, ao contrário dos discos anteriores, a compilação não alcançou os resultados expressivos nos EUA de outrora.

O principal motivo da queda de popularidade do INXS foi o Grunge. O estilo surgiu nos EUA e justamente no mesmo ano de 1994, alcançou o auge, tendo como representantes as bandas Nirvana, Soundgarden, Pearl Jam, Alice In Chains, Smashing Pumpkins, dentre outras.

No entanto, Hutchence não se abalou e se manteve ocupado dando sua contribuição em trilhas sonoras e alguns tributos. Entre alguns destes novos projetos estavam “Under My Thumb” (música sinfônica dos Rolling Stones); “Baby Let’s Play House” (que fez parte do álbum tributo It’s Now or Never de Elvis Presley); “The Passanger” (cover de Iggy Pop que entrou na trilha do filme “Batman Forever”) e “Spill the Wine” (versão de Eric Burdon que foi incluída para a a trilha do filme “Barb Wire”).

Depois de três anos afastados dos estúdios, o INXS lança mais um álbum inédito: Elegantly Wasted (1997). Com Savage Garden, Silverchair e Human Nature dominando as paradas da época, o lançamento não foi um grande sucesso, apesar de vender um pouco mais de 1 milhão de cópias em todo o mundo.

Depois de uma pequena turnê mundial, promovendo o álbum, o INXS retorna para Austrália em novembro de 1997, para comemorar o 20º aniversário da banda e também para fazer uma turnê comemorativa em todo o território australiano.

Para a tristeza de todos, no mesmo mês, Michael Hutchence foi encontrado morto no Ritz-Carlton Hotel em Double Bay – Sydney. Segundo as investigações, o vocalista se suicidou por enforcamento, mas alguns acreditam que foi um acidente, pois ele seria incapaz de tirar sua própria vida.

Antes da trágica morte do vocalista Michael Hutchence, em 22 de novembro de 1997 (com 37 anos de idade), o INXS nunca havia mudado sequer um membro da banda em 20 anos de formação.

Depois da morte do líder Michael Hutchence, os membros do INXS desapareceram da vida pública. A primeira aparição da banda aconteceu em novembro de 1998, durante um concerto comemorativo da Telstra, Century e Mushroom (esta última comemorando o seu 25º aniversário).Nesta apresentação e encerrando a noite, a banda de Jimmy Barnes juntamente com todos os convidados fizeram uma “jam session” onde tocaram a música da banda The Loved One chamada “The Loved One” e “Good Times” da banda Easybeats. O resultado não poderia ter sido melhor.

Em junho de 1999, os membros remanescentes do INXS tocaram na abertura oficial dos jogos Olímpicos em Sydney, juntamente com Mike Brady, Wendy Matthews e Men At Work. O vocalista do grupo nesta noite foi o americano Terence Trent D’Arby (famoso cantor da soul music). Tocaram 4 músicas: “New Sensation”, “Kick”, “Never Tear Us Apart” e “What You Need”.

Após a morte de Hutchence todos os integrantes do INXS seguiram caminhos diferentes, mas todos no meio musical. Tim Farriss (guitarrista), montou seu próprio estúdio chamado “Montana”, na cidade de Sydney, onde gravou bandas como Tim Finn, Mental As Anything e Jenny Morris.

Garry Gary Beers (baixista), também montou um estúdio chamado Mangrove Music Studios, localizado em NSW Central Coast, onde bandas e músicos como Leonardo Bride, Silverchair, Yothu Yindi e The Whitlams gravaram. Também tocou baixo no álbum Love This City da banda The Whitlams e ainda montou sua própria banda Mudhead, com Jack Jones (vocal, guitarra; ex-Southern Sons) e Dave Leslie (guitarra; ex-Baby Animals).

Já Andrew Farriss (tecladista), escreveu algumas letras com a banda Yothu Yindi. Kirk Pengilly (guitarra e sax), também montou um estúdio; e Jon Farriss tocou bateria no álbum de Jimmy Barnes “Love and Fear”.

Quase dois anos depois da morte de Hutchence, o selo V2 percebeu que o interesse tanto pelo vocalista como pela banda ainda era grande. Em conseqüência, lança um álbum solo do vocalista em outubro de 1999.

O material contido no disco foi o resultado da compilação de vários restos de gravações juntamente com o INXS até então nunca lançados, durante várias fases de sua carreira. Este álbum solo contou com a produção de Danny Saber (Black Grape, Rolling Stones), Andy Gill (ex-Gang of Four) e Tim Simenon.

Algumas músicas presentes no álbum foram “A Straight Line”, “Standing on the Rooftop” e um cover de Iggy Pop “The Passanger”, além da última música gravada por Michael Hutchence, “Possibilities”.

O álbum vendeu um pouco mais de 35 mil cópias. O disco solo Michael Hutchence, contou também com alguns convidados especiais como Joe Strummer na música “Let Me Show You” e Bono Vox “Slide Away”.

Durante os meses de abril e maio de 2000, os ex-integrantes do INXS foram convidados especiais nos shows de Tim Rice, turnê que rodou grandes cidades na Austrália. Nesta mesma turnê, chamada “Wake Up Call”, estavam presentes uma Orquestra, Kate Ceberano, Bachelor Girl, Iva Davies, Anthony Warlow e David Essex.

No final desta turnê, o INXS se apresentou no Mercury Lounge (Crown Entertainment Complex), realizado em Melbourne no dia 14 de maio de 2000. Para este show foi recrutado Jon Stevens (vocalista), sujeito que já havia trabalhado com Jon Farriss.

Segundo Farriss, Stevens seria o vocalista ideal para substituir Hutchence. A tarefa de Stevens para este concerto seria um duro teste, pois todos os ingressos foram vendidos e uma nova data marcada, desta vez em Sydney (dia 25 de maio), no Metro.

Com o mesmo Stevens, o INXS se apresentou no encerramento dos jogos Olímpicos de Sydney, tocando segundo estimativas para mais de 1 bilhão de pessoas em todo o mundo (público estimado segundo a rede responsável pela transmissão dos jogos).

Depois disto, o INXS tocou ainda em um festival realizado em Gold Coast chamado “Indy Ball”, em outubro de 2000. As apresentações continuaram, com a banda se apresentando no dia 26 de novembro, em um show beneficente realizado pela Harte Foundation, com renda revertida para crianças e no final do ano tocaram em Adelaide na “Lemans Race”.

Durante maio e junho de 2001, a banda decidiu voltar as suas raízes. Programaram uma turnê pela Austrália que começou em Northern Queensland até Northern NSW. Deram o nome “Just for kicks – Tour”, e começaram a tocar em pequenas cidades, como fizeram no início da carreira, só que desta vez com os ingressos esgotados.

Já em agosto de 2001, o INXS foi um pouco mais longe. O grupo se arriscou na Europa, participando de festivais na Irlanda, Alemanha, Polônia e Romênia. Esta foi a primeira vez que Jon Stevens (vocal), tocou com a banda fora da Austrália.

No dia 9 de setembro de 2001 (2 dias antes do atentado terrorista em Nova York), a banda tocou no encerramento do festival “Goodwill Games”, na cidade de Brisbane, em um palco flutuante. Dez mil fãs da banda apareceram por lá, e da encosta do rio Southbank assistiram a performance do INXS. O vocalista novamente foi Jon Stevens que desta vez dividiu o palco com Vanessa Amorosi, que tocou “Good Times”.

Já no dia 27 do mesmo mês, o INXS tocou novamente em um evento esportivo. Desta vez para “AFL Footy Show Grand Final Edition”, que foi transmitida pela TV local para toda a Austrália direto da Rod Laver Arena em Melbourne. A banda tocou “Don’t Change” e “What You Need”.

Em 29 de setembro tocaram em Cricket Ground, em Melbourne, para 90 mil pessoas. No mesmo dia se apresentaram Men at Work e Vanessa Amorosi. O INXS tocou “Kick” e “New Sensation”.

Na divulgação da nova formação, o INXS passa mais uma vez pelo Brasil, no mês de maio de 2002, em comemoração ao seu vigésimo quinto aniversário.

Para aquecer a volta do INXS à cena, é lançada a coletênea dupla Definitive INXS, a qual traz os maiores hits da carreira do conjunto australiano.

De qualquer modo, a volta definitiva do INXS com um novo vocalista deve logo se concretizar, já que a banda anunciou que irá lançar um álbum inédito.

Biografia – continuação

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: